since 1981

Ética Ambiental

Chibo Srl com a autorização do tratamento de RAEE, bem como a certificação ISO 9001, oferece a solução ideal para as necessidades de novas tecnologias e de proteção ambiental. Chibo visa limpar as contribuições ambientais em “zero landfil” (aterro zero) através de seu trabalho como uma recuperação e reutilização de peças de equipamentos. Tudo o que já não é reutilizável (RAEE) é dividido por tipo (cobre, alumínio, metal, etc ...) e é reutilizado. Chibo visa a porcentagem de recuperação máxima (98% - 99% do fluxo) e a reutilização de matérias-primas no valor de 100%.

Referências:
- Decreto Legislativo 22 "Lei Ronchi" de 5 de fevereiro de 1997 - Aplicação da Directiva 91/156/CEE, relativa aos resíduos, a Directiva 91/689/CEE, relativa aos resíduos perigosos e 94/62/CE relativa a embalagens e resíduos de embalagens. (Decreto Ronchi) Texto coordenado (atualizado, mais recentemente, a Lei de 15 de dezembro de 2004, publicada no Diário Oficial n. 302, de 27 de dezembro de 2004). REVOGADA arte. 264, c. 1, letra. i) do d. Decreto. 152, de 03 abril de 2006

- Decreto Legislativo n º 151 de 25 julho de 2005 (Implementação das Directivas 2002/95/CE, 2002/96/CE e 2003/108/CE, sobre a redução do uso de substâncias perigosas em equipamentos elétricos e eletrónicos, bem como a. eliminação de resíduos) são fornecidos para medidas e procedimentos destinados a prevenir a produção de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos, e promover a reutilização, a reciclagem de resíduos, a fim de reduzir o montante a ser enviados para eliminação (ver art. 1, parágrafo uma carta, a) e b)).;

- Decreto Legislativo n º 152 de 03 de abril de 2006 -. Medida nacional de referência em termos de proteção ambiental do solo, avaliação e impacto de água, gestão de resíduos, redução da poluição do ar e compensação por danos ambientais.

implementação da Lei de 15 de dezembro de 2004, n. 308, os seguintes quesitos:
a) na segunda parte, os procedimentos de avaliação ambiental estratégica (AAE), a avaliação de impacto ambiental (EIA) e autorização ambiental integrada (IPPC);
b) na terceira parte, a protecção dos solos e da luta contra a desertificação, a protecção das águas contra a poluição e gestão de recursos hídricos;
c) na quarta parte, gestão de resíduos e remediação de áreas contaminadas;
d) Na quinta parte, a protecção do ar, e a redução das emissões para a atmosfera;
e) Na sexta parte, contra os danos ambientais.
- A aplicação das disposições contidas nos objetivos acima mencionados Decreto Legislativo (entre outras) para favorecer a recuperação de componentes de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos (RAEE), também sob a forma de reutilização ou reciclagem em bens sujeitos a nova comercializaçao (ver, em especial os artigos. 1 e 3, parágrafo 1, e lett.) e f) do Decreto Legislativo n. 151/2005).
DLGS 151/2005 Mais informaçoes
 Decreto Legislativo 25 julho de 2005, n. 151 (substâncias perigosas em equipamentos elétricos e eletrónicos - Resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos  Produção de equipamentos eléctricos e electrónicos e de gestão dos seus resíduos, o que explica o Decreto n º 151/2005, sobre a transposição das directivas da UE
 
 
 A soluçao para a incompatibilidade do Decreto D'151/2005 com as regras comunitárias
Medidas destinadas a aplicar o decreto legislativo 151/2005 Mais Informaçoes
 
 
Dm Ambiente 8 de março de 2010, n. 65, intitulado "Gestão de resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos (RAEE) - Os procedimentos simplificados"
 
Ambiente dm 12 de maio de 2009 sobre "gestão de Financiamento RAEE"
 
 
Dm Ambiente 08 de abril de 2008 "Regulamento de coleta de resíduos urbanos recolhidos separadamente - artigo 183, § 1 º, cc letra) do Decreto Legislativo 152/2006"
 
 
Dm Ambiente 25 de setembro de 2007, n. 185, relativo à criação do "Registo Nacional de responsáveis ​​pelo financiamento dos sistemas de gestão de RAEE", o "Centro de Coordenação para a otimização das atividades da competência dos sistemas coletivos" e "Comissão de Coordenação sobre a gestão de RAEE "(implementação dos artigos 13, inciso 8:15 parágrafo 4 º, do Decreto Legislativo 151/2005)
 
 
Dm Ambiente 25 de setembro de 2007, que estabelece a criação do Comité de supervisão e controlo da gestão dos RAEE (aplicação do artigo 15, parágrafo 1 º do Decreto Legislativo 151/2005) 
 
 
 
Retirada AEE e RAEE de gestão, as regras simplificadas para distribuidores Ambiente Dm ex 8 de março de 2010
 
 
 
  Cadastro Nacional RAEE, Centro de Coordenação, Comissão de Coordenação: o que proporciona o ambiente Dm 185/2007
 
 
  "Comité de supervisão e controle sobre a gestão dos RAEE", assim previsto do Meio Ambiente Dm 25 de setembro de 2007 (emitido em aplicação do Decreto Legislativo 151/2005)
 Medidas relacionadas com o DECRETO LEGISLATIVO 151/2005
 
 
Lei de 4 de junho de 2010, n. 96 (Provisões para o cumprimento das obrigações decorrentes da integração da Itália e das Comunidades Europeias – Lei Comunitaria de  2009)
 
Decreto-Lei de 25 de setembro de 2009, n. 135 (disposições urgentes para a implementação das obrigações da Uniao Europeia e da execução de decisões do Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias)
 
Decreto 3 abril de 2006, n. 152 (Legislação Ambiental - Trecho - gestão de resíduos, embalagens e remediação de áreas contaminadas) 
 
OPERADORES DE ENTRADA Mais Informaçoes
Deliberação Cadastro Nacional de Gestores Ambientais 19 de maio de 2010, n. 1Introduzido nos gestores ambientais nacionais dos objetos sitados por Dm Março 8, 2010, n. 65 Raee, l'Albo gestori disciplina l'iscrizione delle imprese
Pratica  
Circular MINambiente 23 de junho de 2006 (A colocação no mercado de equipamentos elétricos e eletrónicos referidos no artigo 5 º do Decreto Legislativo 25 de julho de 2005, n. 151)  
Documentaçao Complementar Mais Informaçoes
Programa acordo Coordenação Anci Centro de RAEE 13 de setembro de 2012
Contrato de Programa para a definição das condições gerais para a coleta  e gestão de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos
 
Imprensa Minambiente 14 de novembro de 2011
Publicação das quotas de mercado dos produtores de equipamentos eléctricos e electrónicos (AEE)
 
Memorando de Entendimento CDC RAEE - Anci - Organizações de Comércio 24 de junho de 2010
Retirada "um a um" - Relação entre distribuidores e operadores de centros de coleta
 
Parecer da Autoridade Europeia para a Protecção de Dados 14 abril de 2010, n. C 280/02
Resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos (RAEE) - Proposta de directiva
 
Meça o Garantidor para a proteção de dados pessoais 13 de outubro de 2008
Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (RAEE) e segurança dos dados pessoais
 Operacional em Outubro de 2012, as últimas mudanças no Acordo sobre Condições Anci-CdC
 
 RAEE e de proteção de privacidade, gerenciamento de dados no computador, no final da vida de acordo com a Autoridade
As Normas Europeias Mais Informaçoes
 Directiva do Parlamento Europeu e do Conselho da UE 2012/19/Ue (Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos - RAEE - Revogação da Directiva 2002/96/CE)
 Parlamento da UE e do Conselho 2011/65/EU (Restrição da utilização de determinadas substâncias perigosas em equipamentos elétricos e eletrónicos - revogação da Directiva 2002/95/CE)
 
  Directiva 2002/96/CE (Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos - RAEE - Texto atual)
 
 Decisão 2005/369/CE (Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos - RAEE - formados para a apresentação das informações de acordo com a Directiva 2002/96/CE)
 Decisão 2004/249/CE (Questionário sobre a aplicação da Diretiva 2002/96/CE - Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos - RAEE)
 
  Directiva 2002/95/CE (Restrição da utilização de determinadas substâncias perigosas em equipamentos elétricos e eletrónicos - Aee - Texto atual)
 REEE: obrigações, metas e prazos por parte da 2012/19/Ue nova directiva
 
 Entrada em vigor da directiva RoHS novo na restrição de substâncias perigosas em EEE
 
 REEE revisão da directiva: novidades no texto final
 
 Aee, a nova directiva 2011/65/Ce antigo nome EcoRules
 
 EEE e REEE, regras da UE
 
 
DLGS 152/2006, As Normas Mais Informaçoes
Dlgs 152/2006, Geral  
• Decreto 03 de abril de 2006, n. 152 (Parte I e INDEX)
 
 
• Comunicado da Secretaria do Meio Ambiente 26 de junho de 2006
Aviso sobre a comunicação dos efeitos de 17 portarias de implementação do Decreto n º 152/2006
Decreto Legislativo 152/2006, uma visão geral
 
  Disposições comuns e princípios gerais, o que declara o Decreto n º 152/2006 sobre "Legislação Ambiental"
 
  Água e resíduos, o quadro de referência técnica REGULAMENTOS NORMAS com a entrada em vigor do Decreto Legislativo 152/2006 do ablatorio intervenção Minambiente.
Via, Vas, Ippc/Aia  
Dlgs 152/2006 (Segunda Parte)
Via, Vas e Ippc, preditadas il Dlgs 152/2006
 
 autorização integrada ambiental (AIA): O que é e como funciona
 
 Via, Vas e notícias, IPPC do "Código Ambiental" em vigor a partir de 26 de agosto de 2010
 
 
Implementar  
Dm Ambiente • 15 mar 2012
 
IPPC – Atualizada a Implementação do Decreto 152/2006 - Forma de comunicação de dados 2008/01/Ce Diretiva ex - Ambiente revogação Dm 24 de julho de 2009
 
Proteção do solo e da água  
Dlgs 152/2006 (Terceira Parte) Água, o que preve  o Decreto n º 152/2006
 
  Aguas, a novidade "ambiental" do DL 5/2012 (as "simplificações DL")
 
  Água e resíduos, o quadro de normas e regulamentos técnicos de referência entre a entrada em vigor do Decreto Legislativo 152/2006 do ablatorio intervenção Minambiente.

 
Implementaçao  
• Dm 08 de novembro de 2010, n. 260
Critérios técnicos para a classificação do estado hidrico de superfície
 
• Dm 14 abril de 2009, n. 56
Critérios técnicos para o monitoramento dos corpos hidricos - Artigo 75 º do Decreto Legislativo 152/2006
 
• Dm 16 de junho de 2008, n. 131
Critérios técnicos para a caracterização das massas hidricas - Aplicação do artigo 75 do Decreto Legislativo 152/2006
 
  Água doce e costeiros
 
  Reutilização de águas residuais
 
  Serviço de água integrado
 
  Supervisores de água e resíduos
Medidas Relacionadas  
• Decreto Presidencial 19 de outubro de 2011, n. 227
Simplificações em descargas de águas residuais das PME
 Descargas hidricas e as simplificações para as PME decreto presidencial anterior 227/2011
Gestão de resíduos, embalagens de remediação, de locais contaminados  
As Normas da Uniao Europeia -  Ue "self executing"  
UE Regulamento 333/2011/Ue
Critérios para determinar quando alguma sucata metálica deixam de ser resíduos
 
Parlamento Europeu e do Conselho da UE Regulamento 1013/2006/Ce
Transferências de resíduos - Revogação do Regulamento 259/93/Ce
 
  O novo critério "end of waste" da UE para a sucata de metal
 
  Transferências de resíduos, as orientações do ministério à luz do Regulamento (CE) n. 1013/2006 e Decreto Legislativo 152/2006
As normas com a  Dlgs 152/2006  
Dlgs 152/2006 (Quarta Parte)   "Resíduos", definição e limites nos termos do Decreto Legislativo 152/2006
 
  Taxa de resíduos, quadro regulamentar (e problematicos)
 
  Produtos e "Normal prática industrial ", a interpretação do Supremo Tribunal
 
  Gestão de resíduos de embalagens no sistema italiano do Código do Ambiente (Decreto Legislativo 152/2006)
Os Provedimentos Suplementares  
● Ambiente Dm 10 de agosto de 2012 (Regulamento do uso da terra e escavação de rocha - Os critérios de qualidade a serem cumpridas para ser considerado subprodutos e resíduos)
 
 
● Ambiente Dm 20 de janeiro de 2012 (parâmetros técnicos para a gestão de pneus usados​​)
 
● Dm Ambiente 20 de junho de 2011 (comerciantes e corretores de resíduos sem segurar o desperdício - Detalhes e montantes de garantias financeiras para a matrícula )
 
● Ambiente Dm 11 de abril de 2011, n. 82 (Regulamento de gestão de pneus usados ​​(UFP) - Artigo 228 do Decreto Legislativo 152/2006)
 
● Ambiente Dm 18 fev 2011, n. 52 (Regulamento sobre a criação do sistema de controle de rastreabilidade "de resíduos -. Cd" Sistri Você "- Texto atualizado para alterações introduzidas pelo Decreto Ministerial 219/2011, em vigor desde 6 de janeiro de 2012)
 
• Ambiente Dm 24 de janeiro de 2011, n. 20 (Instalações de armazenamento, carga, armazenamento, manutenção e substituição de baterias - Regulamentos para a identificação do grau de absorventes e neutralizadores)
 
Dm Ambiente • 15 de fevereiro de 2010 (Sistri - Alterações e aditamentos ao Decreto de 17 de dezembro de 2009)
 
Dm Ambiente • 17 de dezembro de 2009 (criação do sistema de controle para a rastreabilidade dos resíduos - Sistri)
 
• Ambiente Dm 22 de outubro de 2008 (requisitos de simplificação para tipos específicos de resíduos - cartuchos de impressora)
 
Dm Ambiente • 8 de abril de 2008 Disciplina de coleta de resíduos urbanos recolhidos separadamente - artigo 183, § 1 º, cc letra) do Decreto Legislativo 152/2006)
 
• Dm 06 março de 2008 (Identificação de sistemas de armas, ferramentas, materiais e infra-estrutura destinados diretamente à defesa militar e segurança nacional - Decreto-Lei 152/2006)
 
• Dm 02 de maio de 2006 (usado para a produção de energia eléctrica de alta qualidade com CDR CDR-Q)
Solos, rochas e "materiais" de escavação, tentar (novamente) para fazer o ponto
 
  "Sistri", o novo sistema de controle para a rastreabilidade dos resíduos
 
  Centros de recolha de resíduos, as novas regras baseadas em "Código Ambiental" e medidas de satélite
 
  rejeitar Lista
 
  Sistema nacional de gestão de pneus usados ​​(UFP), regras de funcionamento
 
  A área de Pfu Reteambiente
 
  Absorventes e neutralizantes
 
  Materiais em polietilene
Os Provedimentos Suplementares  
• DL 06 de junho de 2012, n. 74 (Medidas para o povo de Emilia afetadas pelo terremoto em maio de 2012 - Trecho - Medidas urgentes relativas aos resíduos e meio ambiente)
 
• DL 09 de fevereiro de 2012, n. 5 ("DL" - Simplificações autorização única - óleos Regeneração - pneus usados ​​- fronteiras Transporte - Resíduos Agrícolas)
 
 
• DL 25 de janeiro de 2012, n. 2 ("Ambiente Dl" - Identificação de resíduos perigosos - Região Campania - Compradores - Prevenção - Materiais para preencher)
 
• DL 24 janeiro de 2012, n. 1 ("Liberalização Dl" - Campos e reservatórios ótima regional - os serviços públicos locais - material Terre-escavado a partir de dragagem)
 
• Ambiente Dm 20 de janeiro de 2012 (Os novos parâmetros técnicos para a gestão de pneus usados ​​(os chamados "Pfu") de veículos)
 
• DL 06 de dezembro de 2011, n. 201 (a chamada "salvar a Itália" - artigo 40, c 8 -. Procedimentos simplificados para a gestão de resíduos infecciosos em perigo de esteticistas e tatuadores)
 
• Decreto n º 03 de dezembro de 2010, n. 205 (Implementação da Directiva 2008/98/CE - Mudanças a Parte IV do Decreto Legislativo 152/2006)
 
• Lei de 25 de Janeiro de 2006, n. 29 ("Comunidade 2005" - Artigo 11 - Os procedimentos simplificados para os produtores de resíduos perigosos não classificadas em uma instituição ou empresa) 
 

 
  Dl "Ambiente", "liberalização" e "simplificação", todas as coordenadas da nova para a gestão de resíduos
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Dl "salvar a Itália", os regulamentos relativos ao meio ambiente e energia
 
 
A Pratica  
• Circular Minambiente 04 de setembro de 2008, n. 4340
Sucata - As transferências
 
• Circular Minambiente segundo de março de 2011, n. 6774
Conformidade com os requisitos de relatórios anuais – MUD e  "Mudino"
  Transferências de resíduos, as orientações do ministério à luz do Regulamento (CE) n. 1013/2006 e Decreto Legislativo 152/2006
Tutela para proteção e redução de emissões  
Dlgs 152/2006 (Quinta Parte) A poluição do ar, como preve o Decreto n º 152/2006
 
  Dl "Crescimento": um guia para as  medidas ambientais
 
  Ar, a novidade "ambiental" do DL 5/2012 (as "simplificações DL")
 
Compensação por danos ambientais  
Dlgs 152/2006 (Sexta Parte) I Os "danos ambientais " em base al Dlgs 152/2006
 
 De  "Crescimento": um guia para medidas ambientais
 

 Fontes: reteambinete.it
 
CHIBO S.r.l.
Via Nobel, 27/29A
Q.re SPIP- 43122 Parma - Italy
Tel. (+39) 0521/606611
Fax. (+39) 0521/607750
P.IVA 00762480341
Cap. Soc. iv 109.200,00 Euro

e-mail: info@chibo.it
Social network
Facebook

Twitter

YouTube

CERTIFICAZIONI
Privacy | Website by Clicom